Silk Screen com GIMP

Ola pessoal,

neste artigo irei mostrar como preparar uma imagem para aplicação de 4 cores  em telas de Silk Screen. Antes de começar o assunto, gostaria muito de agradecer ao João Bueno, nosso guru do GIMP pela consultoria.

O processo de criação de telas de silk é muito parecido com uma revelação analógica de fotografia. Trabalhamos com matrizes negativas, onde as colocamos junto com a tela, embebida numa solução fotossensível (conhecida como emulsão), numa Câmara de luz.

Aonde a luz bater na solução ela irá endurece e se fixar na tela, aonde não bater, a solução continuará líquida. Após a finalização deste processo a tela é lavada e estará pronta para as aplicações.

Neste tutorial vamos usar esta imagem.

Após a retirada do fundo e o redimensionamento da área de trabalho, a imagem deve ficar mais ou menos assim.




O Separate irá criar uma outra aba com 4 caadas nos padrões CMYK do Fogra(maiores detalhes sobre ICC, vc encontra neste artigo e sobre exportação em CMYK do GIMP neste artigo).  Lembram no inicio que falei sobre trabalhar com matrizes negativas? Vamos agora pegar todas as camadas e inverter as cores.

Repita este processo em todas as camadas.
Nas telas de Silk precisamos criar pequenos orifícios na matriz por onde a tinta irá passar, este processo é chamado de reticulagem (o mesmo processo é usado no OFFSET).

Ao utilizar mais de uma tela no silk screen, sempre rotacionamos a posição de uma retícula da outra para que as tintas não se sobrepõem.  Como serão feitas 4 em CMYK, a indústria estipulou um padrão de rotação das retículas de acordo com o padrão de cor.
CYAN – 15°
Magenta – 75º
Amarelo – 45º
Key – 0º

Repita o processo nas demais camadas.



Após todo este processo, basta exportar todas as camadas em imagens individuais.


Veja como fica a imagem com todas as retículas aplicadas.

Até a próxima pessoal!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *