Exportando miolo no Scribus

Ola pessoal,

anteriormente eu fiz uma LIVE intitulada Produção independente de livros, cheguei a comentar os passos necessários para se fechar um arquivo para a gráfica. 

Agora neste artigo, vou demonstrar de forma bem prática como fechar um miolo de um livro para a gráfica, seja ela tradicional ou sob demanda.

Vamos começar?

Preparando a arquivo para exportação.

Como havia abordado na LIVE, o melhor formato é o PDF/X-1a, pois ele contem informações primordiais para que impressora execute seu projeto com precisão, sem que com isto não haja a necessidade de passar por um arte finalista.

Para o Scribus ativar esta opção de saída, ele tem que estar com um arquivo .icc de CMYK carregado. Caso você não saiba como fazer isto, veja este artigo sobre Perfis de Cores, nele eu abordo com detalhes este assunto.

Tendo o ICC carregado e configurado no Scribus. Abra o projeto de miolo e clique no botão módulo de cores CMYK. Só assim o padrão PDF/X-1a é ativado.

Agora clique no botão Exportar PDF.

O Scribus faz uma pequena verificação de seu projeto, falsos positivos podem aparecer como padrão de cores de vetores ou imagens com fundos transparente. Mas vale a pena checar a lista para verificar se tem alguma imagem com valor muito baixo de dpi, ou qualquer outra falha real. Não havendo, clique em Ignorar erros.

Aparecerá em seguida esta tela.

Agora temos que converter todas as fontes em curva, para isto vamos a aba Fontes.

E pronto! Seu miolo já pode ir para impressão. 

Já para as capas, o processo é o mesmo, carregue a primeira, segunda, terceira capa junto com a lombada (calculada como mostro na LIVE) em outro projeto do Scribus e repita o processo.

Bem pessoal, era isto que eu tinha pra mostrar hoje. Até a próxima!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.